More ideas from Анна
É O NADA! É o nada O caos O osco Fosco Bruto O escuro Que tateio Toco O frio Que permeio É as entranhas As visceras Que estremecem Que relembram Não esquecem Circular Do plasma quente Acelera As centelhas Fumegantes No interior Do ventre Está! É o nada Preenchido Envolvido Enraizado Grito ..Sai! Mais dentro esta! Marilene Azevedo Direito preservados pela lei9610.1

É O NADA! É o nada O caos O osco Fosco Bruto O escuro Que tateio Toco O frio Que permeio É as entranhas As visceras Que estremecem Que relembram Não esquecem Circular Do plasma quente Acelera As centelhas Fumegantes No interior Do ventre Está! É o nada Preenchido Envolvido Enraizado Grito ..Sai! Mais dentro esta! Marilene Azevedo Direito preservados pela lei9610.1